Se tratando de procedimentos estéticos é importante conhecer qual é o objetivo final de cada um, principalmente quando muitas vezes são realizados de forma associada. Esse é o caso da abdominoplastia e da lipoaspiração, que são procedimentos diferentes, por mais que possam ser realizados na mesma região do corpo.

É preciso também contar com um bom cirurgião e boa equipe, afinal como se tratam de cirurgias invasivas todo cuidado é pouco para que ao final o resultado saia como o planejado. O procedimento deve ocorrer apenas em centros médicos estruturados, com material cirúrgico de alta qualidade e médico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Em dúvida entre abdominoplastia ou lipoaspiração? Saiba agora o que são e quais as principais diferenças desses procedimentos:

 

Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia voltada para quem teve uma grande perda de peso ou distensão abdominal pela gestação, e deseja eliminar o excesso de pele da região abdominal. Serve também para remover estrias e cicatrizes do terço inferior do abdômen (região abaixo do umbigo).

O resultado final do procedimento é um abdome sem sobra de pele e menor abaulamento, pois os músculos são costurados (chamada Plicatura muscular).

cirurgia é muito realizada para mulheres que ficaram com o abdome muito flácido após a gravidez, desde que não tenham o objetivo de engravidar novamente, devido ao fato dos músculos serem costurados.

A cicatriz resultante da abdominoplastia é longa, no entanto baixa, pois fica posicionada no púbis (como a altura de uma cesariana) e pode ser ocultada com a calcinha ou biquíni.

Feita com anestesia geral, a cirurgia começa com o tratamento muscular e do umbigo, eventuais hérnias abdominais e seguida pela retirada do excesso de pele. O internamento inclui uma pernoite hospitalar  e a recuperação da cirurgia leva em média 2 meses, para o início da retomada às atividades físicas leves, sendo preciso evitar esforços e utilizar uma faixa abdominal, nesses dois meses iniciais.

 

Lipoaspiração

A lipoaspiração é indicada para quem tem excesso de gordura localizada em alguma região do corpo. Tem o objetivo de modelar e não contribuir para a perda de peso, sendo voltadas para pessoas em peso corporal adequado, mas possuem gordura localizada em alguma parte do corpo.

A anestesia utilizada durante o procedimento pode ser local, geral ou peridural, a variar de acordo com o porte do procedimento e região que será abordada. Quanto mais demorado for o procedimento mais provável que o cirurgião faça uso da anestesia geral.

Depois de anestesiado o paciente, o cirurgião se utiliza de um aparelho de sucção a vácuo que irá quebrar e aspirar a gordura na parte do corpo em que a cirurgia está sendo realizada. O tempo de recuperação para retomada das atividades habituais vária de duas a três semanas, sendo necessário o uso de faixa ou cinta durante ao menos dois meses.

O inchaço e as manchas roxas desaparecem ao longo do primeiro mês, enquanto que a recuperação da pele – retração da pele – ocorre entre o terceiro e o quarto mês.

 

Qual a Diferença Entre Elas?

Após entender do que se trata cada procedimento é provável que ainda esteja em dúvida: Abdominoplastia ou lipoaspiração? Afinal qual é a diferença entre cada procedimento?

A lipoaspiração elimina gordura localizada. Ou seja, é voltada a modelar o corpo, no entanto não remove excesso de pele. Trata o excesso de gordura localizada e não a sobra da pele.

Já a abdominoplastia tem o objetivo de eliminar o excesso de pele abdominal. É preciso remover pele e a extensão da cicatriz é proporcional a quantidade da sobra de pele.

E o que seria a Lipo-Abdominoplastia então? Seria exatamente a combinação de ambos os procedimentos, para um tratamento mais global e completo do abdome, cintura e costas, abordando-se o excesso de pele e flacidez muscular abdominal, mas também a gordura localizada.